Quais os benefícios da Ergonomia para a saúde

img

Além dos perigos já conhecidos e que são encontrados no ambiente de trabalho como quedas, lesões, fraturas, e até mortes, o profissional está sujeito ainda a doenças ocupacionais como dores, fadiga, exaustão, entre outros que podem ser evitados com o estudo e aplicação da Ergonomia.

A Ergonomia tem por objetivo estudar a relação do indivíduo com seu ambiente de trabalho, de forma a minimizar os riscos de desconforto e evitar doenças ocupacionais. Criando assim um ambiente de trabalho mais seguro de acordo com as normas estabelecidas pelo MTE.

Ela estuda ainda todas as condições de trabalho que podem afetar direta ou indiretamente a saúde do indivíduo, tais como iluminação, temperatura, distribuição dos móveis, excesso de ruído, etc. Esses fatores podem contribuir a longo prazo para a diminuição do rendimento do trabalhador, o que afeta além da sua saúde a produção da empresa.

A produtividade do trabalhador tem relação direta com o ambiente em que atua, o que pode trazer benefícios ou malefícios, depende como os móveis estão dispostos, a localização de máquinas e equipamentos, quantidade de lâmpadas, ventilação, entre outros itens que influenciam no desempenho do indivíduo.

É importante que a empresa invista tempo e esforço para analisar as condições de trabalho e assim promover saúde física e mental em todos os locais. Muitos colaboradores desconhecem essa ferramenta, o que faz com que ajam de forma incorreta, por isso é necessário também haver treinamento e conscientização.

Num escritório por exemplo há várias formas de cuidar da Ergonomia:

- o encosto da cadeira deve oferecer suporte às costas e ser regulável para atender funcionários de várias estaturas;
- os pés devem estar encostados no chão ou possuir um descanso para facilitar a circulação sanguínea;
- a iluminação do monitor deve estar regulada;
- deve-se sentar com as costas próximo ao encosto;
- o monitor deve estar reto frente aos olhos (nem muito abaixo ou acima para evitar dores no pescoço); etc.

Postura incorreta pode ocasionar dores nos olhos, dores no pescoço, dores nas costas, dores na lombar, dores nas pernas, além de cansaço, fadiga, falta de concentração e diminuição do rendimento. Além de dores, o indivíduo pode sofrer LER (lesão por esforço repetitivo) o que pode provocar afastamento de suas atividades e em casos mais graves até perda dos movimentos.

Por todas essas razões é preciso que a empresa esteja atenta à disposição de mesas, escrivaninhas, bancadas, cadeiras, e outros móveis que possam prejudicar a saúde do trabalhador.

Para uma melhor compreensão da Ergonomia o Instituto Aprimorar oferece esse curso em sua grade. Se você busca mais informações ou formação certificada na área, entre em contato e solicite mais detalhes.

Artigos Relacionados